A jornada dos atletas do fisiculturismo
5 de setembro de 2018
Seca no campo afeta diretamente o preço da carne do boi e consumidores sentem no bolso o aumento
7 de setembro de 2018

Valadares recebe 1º Workshop de Forró Roots e reune cerca de 50 alunos

Por Amanda Paula (5º Período de Jornalismo).

No último sábado (1), aconteceu o 1º workshop de Forró Roots em Governador Valadares. O evento foi criado pelo projeto social voluntário Baião de Dois e contou com a presença dos instrutores, Bernard Salles e Amanda Requião, ministrando aulas de roots para os alunos. O Workshop atraiu cerca de 50 pessoas que puderam escolher entre os níveis básico, recebendo instruções dando um passo a mais pra quem já está familiarizado com forró e pé de serra; e avançado, que contou com um aprofundamento para aqueles que já possui certa prática ou conhecimento prévio desse estilo.

Segundo o professor de forró Bernard Salles, o estilo roots é aquele forró que necessita de mais técnicas e aperfeiçoamento. Ele é praticado por pessoas que estão há mais tempo na dança. “ A diferença tá que no forró você pode chegar e dançar da maneira que você quiser, não tem postura, não tem técnica, não tem nada disso. È só você chegar, pegar sua parceira e começar a dançar. E pra dançar o forró roots tem que ter técnica, aula, tem que praticar bastante, porque não é só você chegar, pegar uma dama e dançar de qualquer maneira”. O professor já viajou por vários países da Europa para ensinar forró e conta que os europeus dão mais valor a cultura brasileira do que os próprios brasileiros. “Lá eles dão muito valor, eles ficam em cima, querem toda hora aula. Lá o forró acontece em cada região da Europa de mês em mês ou de dois em dois meses. E mesmo quando não tem festas eles se reúnem em praças para dançarem forró’.

Elaine Coelho é jornalista e há cerca de 6 meses pratica aulas de forró pelo projeto Baião de Dois. Ela nunca teve o hábito de dançar, mas gosta de aproveitar as oportunidades que a possibilita aprender coisas novas. Foi assim com o forró. No workshop ela teve a chance de aprender ainda mais sobre a dança e diz ter se surpreendido com o evento. “Superou totalmente as minhas expectativas. Eu fiquei com receio de não saber aquilo que os mestres iriam passar. Mas a dupla ensinou super bem, eles ensinavam com prazer, então ajudava a gente”.

Quem também saiu do workshop com as expectativas superadas foi o organizador Henrique Martins. Quando o evento estava começando a sair do papel os idealizadores não tinham certeza se iria dar certo. O professor convidado para ensinar os alunos a dançar já estava com a agenda cheia para o mês de setembro. Por causa disso, o evento foi organizado às pressas. Mas no final tudo correu bem. “ O workshop foi maravilhoso. Eu acho que o forró tem muito disso de unir as pessoas, gerar essa capacidade de relacionamento e todo mundo que foi pode encontrar isso. Então foi sensacional”.

FOTO DE CAPA: Crédito: Arquivo Pessoal/ Projeto Baião de Dois

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *